Uma Noite de Terror

Numa noite uma garota estava assistindo um filme de terror com sua família. No meio do filme, de tanto medo Alice agarrou seu pai.
Quando terminou o filme eles foram dormir.
- Filha, não precisa ficar com medo, essas coisas não existe – disse a mãe cobrindo a Alice – Pode ficar tranquila!
A mãe a beijou, e foi para o quarto dela.
Alice ainda com medo se cobriu todinha que só ficou seus olhinhos para fora, ou melhor, com seus olhões espantados. Ela não conseguia dormir, as imagens do filme não saiam de sua cabeça. Então teve uma idéia... começou a cantar na mente sua musica favorita. Quando estava no meio da musica, ela foi fechando os olhos, até cair no sonho, mas não por muito tempo, longo acordou.
Mas quando olho para seu quarto, estava diferente, mais escuro, meio cinza, e num pisque vê algo se mexendo. Com medo vai até o quarto dos pais.
- Mãe, - diz ela sussurrando – manhê!
- O que foi filha?! – disse a mãe dela sentando-se, mas com uma voz diferente, muito rouca e asquerosa.
Quando ela vê sua mãe, se assusta, percebe que ela virou uma daquelas coisas horrorosa do filme, pálida com olhos vermelho sangue e com a mesma voz...
- HAA! – Gritou ela.
- Oi filha! – Disse o “pai” também sentando, e ela viu que o pai dela também tinha virado...
- HAAA! – Ela sai correndo e vai até o quarto do seu irmão.
- HAAAA! – O irmão também estava.
Correu para o banheiro, se trancou, ligou a luz, mas ainda ficou meio escuro. Ouviu muitos barulhos do outro lado da porta.
Ela pensou: “Será que tem mais alguém como eles? Será que tudo vai voltar como era antes? Será que vou viver?... Espera aí, o barulho acabou.”
E quando olhou para o vaso sanitário viu uma mão saindo de lá.
HA... – Saltou um gritinho e logo tampou a boca.
Sem pensar, corre para o outro lado do banheiro, escala a parede e pula a janela rapidamente. Alice caiu do lado de sua bicicleta. Pegou, e saiu pedalando como vento, sem olhar para trás. E todas as vezes que via alguém, era como sua família.
Numa olhada para trás, vê uma multidão de “zumbi” vindo na direção dela. Ela fica desesperada e vai o mais rápido que pode.
Virou para lá, virou para cá... Até chegar num grande labirinto, que ela nunca tinha visto.
Largou a bicicleta, entrou, e correu, correu, correu... Até que escutou umas vozes se aproximando que vinha do outro corredor, ela deitou no chão bem encostada na parede de arbustos. Eles olharam para lá e passaram reto. Quando ela foi se levantando do chão, alguém a puxa.
- HAA – Sai um grito abafado pela sua mão. Quando o a puxa para dentro dos arbustos até chegar do outro lado.
- HAAAAAA! – Grita chutando, socando, empurrando... os “zumbis”. Até que consegue se livrar.
Alice correu a toda velocidade... e bate á cara com três “zumbis” .
- HAAII! – Vira e sai correndo pro outro lado. Ela vê uma porta de saída. Os bichos quase a alcança.
Ela corre mais rápido, chega perto e... tropeça e cai. Eles se aproximam.
- NÃÃÃOOO!
E “PLUF”.
- Acorda filha!
- Hã?! Estava dormindo?!
- O que você sonhou?
- É uma longa historia...


                                                Fernanda Prado 
[ Mande seu texto também: é só ir  na página 'contato' e me mandar o texto, e se não quiser se identificar é só mandar como autor desconhecido ] 

CONVERSATION

4 comentários:

  1. tenha uma ótima sexta-feira para você ;x
    beeijs !

    ResponderExcluir
  2. Super legal o texto da Fernanda!
    Adorei *-*
    Beijos,

    blog-meninama.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. OI, pelo amor de deus. me ajuda a denunciar essa idiota que me copiou totalmente!
    endereço do blog do plagio:
    http://fofokisteen1.blogspot.com/
    endereço do blog plagiado:
    www.fofokisteen.blogspot.com
    Para mais informações sobre essa plágio, veja esse meu post:
    http://fofokisteen.blogspot.com/2011/09/olha-so-o-plagio-e-gerado-da-inveja-uma.html
    Obrigada, conto com vc!

    ResponderExcluir
  4. Oii flor, amei seu blog ja estou seguindo.
    Bjokaas :*

    http://brilhodasmeninas.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Instagram

Segue aí!